Terapia Cognitivo-Comportamental

Desenvolvida por Aaron Beck me meados da década de 1960, essa abordagem psicológica vem sendo amplamente utilizada para tratar transtornos psicológicos e situações difíceis que surgem em meio clínico.


Você já ouviu falar na metacognição? É uma capacidade humana que possuímos de pensar sobre o nosso próprio pensamento. Às vezes, achamos que somos frutos da nossa história, de nossos valores sociais e culturais como se nada disso pudesse ser questionado a nível cognitivo. E é isso que aprendemos na terapia cognitivo-comportamental. Uma forma de pensar diferente da vida, de como nos vemos e de como nos relacionamos com quem estar ao nosso redor. E a vida passa a ser mais leve!


"Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo." Buda

Mudança Cognitiva e Comportamental

Vamos procurar mudar a nossa forma de pensar um pouquinho? Vamos fazer um exercício!


Imagine que você está diante de uma situação muito difícil para você. Você já refletiu que nem todas as pessoas pensam ou imaginam essa mesma situação da forma que você. Talvez para você seja mais difícil porque você está diretamente envolvido no problema e também porque pode alimentar com muita convicção essa maneira de pensar, sem dar um crédito um pouquinho maior a outras formas de enxergar essa situação ou resolver esse problema. Talvez falta um pouquinho mais de flexibilidade cognitiva. Pense sobre isso. Às vezes, tudo o que nos resta é justamente aumentar a nossa capacidade de adaptação às demandas difíceis que a vida nos apresenta. Fica a dica! =)


E, para não ficar tão solto assim, vou dar um exemplo. Imagine que você está numa situação financeira muito complicada, com dívidas, com excesso de trabalho ou até mesmo sem trabalho. É possível ficar abatido e sem saber o que fazer numa situação dessas. Mas se você começar a mudar a forma de enxergar as coisas à sua volta, pode dar a volta por cima. Pode enxergar a si mesmo como capaz de conseguir uma ocupação, pode inventar ou criar um trabalho diferenciado, pode reaver com os bancos suas dívidas, pode pedir ajuda a quem pode ajudar. E, principalmente, você pode mudar a maneira como você vê a si mesmo e o mundo. A esperança volta e um novo amanhecer pode ser contemplado. Espero que de alguma forma, essa breve historinha possa fazê-lo(a) pensar e repensar!


Grande abraço,


Melise Rute


Sugestões de livro:

  • Vença a Depressão, Robert Leahy

  • Como lidar com as preocupações, Robert Leahy

  • Não acredite em tudo o que você sente, Robert Leahy

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo